MESA DISCUTE EVOLUÇÃO DO RÁDIO

Intercom SulNo Comments

Você está aqui:MESA DISCUTE EVOLUÇÃO DO RÁDIO

IMG_5385A primeira mesa de conversa desta sexta-feira, dia 16, teve como tema central a comemoração dos 50 anos da Rádio São Francisco e da Universidade de Caxias do Sul e ocorreu no UCS Teatro.

O professor de Jornalismo da UCS Jacob Raul Hoffmann mediou a mesa de conversa agradecendo a todos pela presença e parabenizando a rádio e a universidade pelos 50 anos de existência, comemorados neste ano.

João Carlos Romanini, diretor da Rádio São Francisco, começou o bate-papo apresentando a rádio e contando a trajetória do veículo. Romanini destacou, primeiramente a criação do La Stafetta (mais tarde, Correio Riograndense), explicando que o jornal foi o incentivo para o início do projeto da rádio, que nasceu em 1964. “Principalmente, na nossa região, a rádio São Francisco surgiu com o objetivo de ser o espelho da vida real para os ouvintes”, destacou.

Romanini ainda ressaltou o ano de 1977, no qual, no mesmoIMG_5414 ano em que nascia na cidade de Porto Alegre a Rádio Guaíba, surgia a Rádio São Francisco na versão FM. Anos depois desta conquista, nascia a RedeSul e a Rede Mais Nova, destacando-se como as primeiras redes de rádio surgidas do interior de uma cidade e para o interior.

O diretor ainda completou a apresentação  destacando que no aniversário de 40 anos do veículo, além de músicas, o jornalismo forte e a prestação de serviços para os ouvintes surgiu como complementação da rádio. “Nossa rádio também se destaca no momento da chegada da internet, momento em que lançamos o primeiro site de rádio da cidade. Qualificamos este conteúdo online para que todas as emissoras pudessem usufruir deste serviço também”. Romanini destacou a grande evolução da rádio, chegando ao ano de 2017, onde comemora 50 anos e busca sempre aprimorar seus serviços para os ouvintes.

Após, o comando da conversa passou para o comunicador e professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFRGS, Luiz Arthur Ferraretto, que iniciou falando sobre o núcleo de pesquisas da UFRGS, chamado IMG_5445Núcleo de Estudos de Rádio, na qual é comandado por ele. Ferraretto explicou a importância do rádio enquanto veículo de comunicação e abordou sobre o início das rádios, suas crises e seus sucessos tanto nos EUA como no Brasil. “O rádio tem vantagem a mais que os demais meios por transmitir notícias e enquanto as pessoas escutam, podem fazer outras coisas. Ele tem a vantagem de receber a informação e divulgar antes dos outros meios para o público”, ressaltou.

O professor explicou que a função do radialista é dizer o que é importante na atualidade e explicar porque isso é importante, porque às vezes, o ouvinte não consegue perceber quando o âncora de um programa ou comunicador faz a transição do que é informação para aquilo que é opinião, que faz suas considerações a respeito da informação. “Nós somos responsáveis de fazer com que o ouvinte entenda tudo que transmitimos”, destaca.

Ferraretto destacou que o rádio ainda é uma atração principal, mesmo que já exista as redes sociais e os outros meios estejam em constante avanço. “O protagonista ainda é o rádio. Atenção nova geração, novos jornalistas, vocês não estão inventando nada de novo, se vocês não ouvem rádio, não assistem a um telejornal, não vão ao cinema, não leem jornais, e ficam só nas redes sociais, vocês são pessoas desinformadas”.

IMG_5428Ferraretto finalizou, dizendo estar muito feliz por estar presente neste evento: “É muito bom passar conhecimento aos participantes no ano em que o Intercom Sul completa 40 anos, a UCS e a São Francisco, 50 anos”.

Ao fim, o professor Jacob agradeceu a presença de todos e encerrou a primeira mesa do dia, arrancando uma salva de palmas do público presente no Teatro.

Texto: Denise Costa
Fotos: Maurício Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top